Como acumular um patrimônio avassalador

Poupe

Você deve estar se perguntando: como acumular um patrimônio considerável mesmo sendo um assalariado? Será possível criar uma enorme riqueza sem possuir uma empresa ou um negócio próprio?

A resposta, felizmente, é sim. Nem todo mundo precisa ser empresário para poder se tornar uma pessoa financeiramente equilibrada e mais, possuir um patrimônio capaz de prover um grande conforto para as gerações futuras.

Uma dica matadora de investimentos é, com certeza, aplicar nos juros compostos. Eles foram considerados por Albert Einstein a força mais poderosa do universo. E olha que de forças o Einstein sabia demais!

Se você usar um simulador de poupança disponível na internet, verá que os juros compostos da poupança que você realizar são tão poderosos que, com o tempo, ultrapassam em muito o capital que você efetivamente poupou.

Matematicamente provado

Em outras palavras, e estudos já provaram isso, importa mais o quão cedo você começa a poupar do que o quanto você é capaz de poupar por mês.

Isso faz uma diferença incrível no resultado final dos investimentos de uma pessoa, invista ela em:

  • Caderneta de poupança
  • CDB
  • Fundos de investimento
  • Tesouro Direto
  • Ações

O importante não é escolher bem, o índice de poupança é bem menor que o rendimento de vários CDB, mas isso é apenas a segunda coisa mais importante, pois a primeira é começar a investir cedo e colocar a força da poupança a seu favor.

O quanto você poupa é somente o 3º fator de rentabilidade dos seus investimentos, atrás do tempo e da taxa, que são os que realmente fazer girar a engrenagem exponencial do poder dos juros compostos.

poupança

Crie o hábito de investir na poupança

Não espere sobrar dinheiro todos os meses para poder investir. Faça sobrar!

Você deve criar hábitos de economizar em todas as atitudes do seu dia a dia, seja simplesmente comendo em casa, seja comendo fora. Seja no trabalho, seja no lazer. Seja na viagem, seja na compra de um carro. Evite o luxo exagerado, busque o conforto adequado.

A taxa de poupança de países como a China já chegou a 40% da renda das pessoas. No Brasil, oscila de 18% a 20%, o que é considerado bem pouco para que a população realmente progrida e alcance um nível de vida similar ao do primeiro mundo.

Tome uma atitude agora

Portanto, o melhor que você pode fazer é parar de gastar nesse momento e começar a poupar. Já que não é possível voltar no tempo.

Invista e coloque os juros compostos para trabalharem por você!

Anúncios

Cotação Euro

cotacao-euro

Cotação do Euro

A cotação do Euro é muito acompanhada, principalmente, para duas finalidades:

  • Brasileiros que pretendem viajar à Europa;
  • Empresas que possuem negócios com outras de países europeus (business to business).

História do Euro

O Euro é uma moeda comum para todos os países da União Europeia, emitida pelo Banco Central Europeu e com curso em todos os países integrantes.

Mais que um bloco econômico ou uma comunidade econômica, a União Europeia prevê a integração e até unificação em muitas áreas além da econômica, como a legislação sobre o trânsito livre de seus membros (fim das fronteiras entre os países integrantes) e a formação de um parlamento europeu para legislar temas comuns.

Assim, nesse contexto, os países decidiram por abrir mão das moedas próprias e aceitar a circulação de uma moeda única, o Euro. Como desvantagem, perderam o controle sobre emissão e sobre a determinação de suas taxas de câmbio. Hoje em dia, o Euro funciona, do ponto de vista dos países integrantes, como uma moeda externa.

O Euro e a crise da Grécia

É por esse motivo que a Grécia vive hoje um cenário de tragédia (a perdoar o trocadilho) econômica. Ao contrair empréstimos em Euro, a Grécia não tem como desvalorizar a moeda local (anteriormente o Dracma) para quitar seus empréstimos.

Assim, sua dívida em Euros funciona como uma dívida externa, pagável ou impagável na medida em que o país, por meio de suas economias (seu superávit) puder, a valor de mercado, adquirir Euros para fazer frente a suas obrigações com os credores.

A cotação do Euro

O Euro, durante muito tempo, possuiu uma cotação bastante elevada perante o dólar americano. Durante a crise de 2008, essa cotação primeiro se elevou, mas devido à crise da dívida de diversos países europeus, em especial os PIGS: Portugal, Itália, Grécia e Espanha, rapidamente o Euro passou a perder valor e confiança.

No momento em que esse artigo é escrito, a diferença do Euro para o dólar é inferior a 10% do dólar, demonstrando o quanto o dólar ganhou força nos últimos anos, e o euro, por sua vez, perdeu influência.

Euro x Yuan

Se a expectativa de o Euro se sobrepor ao do´lar no comércio internacional se frustrou, ainda há olhos voltados para a moeda chinesa, o Yuan, e se este será capaz de catalisar todas as forças dos países que pretendem, por questões não apenas políticas, mas também econômicas, substituir o dólar como moeda principal do comércio internacional.

A crise recente da China, todavia, e sua desaceleração de crescimento, coloca em dúvida esse papel centralizador que a moeda chinesa poderia cumprir, e que o Euro não realizou.

Dólar Americano

dólarO dólar americano foi adotado como moeda padrão para o comércio internacional após o Acordo de Bretton Woods, ocasião em que também se eliminou o lastro em ouro para os bancos centrais de cada país.

O Federal Reserve (FED) é responsável pela emissão e controle da circulação do dólar. Como curiosidade, existem diversos países do mundo em que o dólar possui curso, como exemplo, o Panamá, que não possui moeda local (o Balboa inexiste), sendo adotado o dólar como moeda.

Já outros países, como o Brasil, possuem curso forçado da moeda local. Em outras palavras, é proibido realizar operações comerciais no Brasil com preço e pagamento em dólar, pois é forçada a utilização do Real, a moeda emitida pela Casa da Moeda Brasileira.

Assim como o inglês está se tornando língua universal, falada em todo o mundo, principalmente para fins de negócios internacionais (embora o mandarim e o yuan tenham ganhado muito espaço ultimamente com a ascensão da China), o dólar também se tornou uma moeda universal, dada a sua aceitação e seu parâmetro para estipulação das taxas de câmbio para os demais países (em especial os pequenos).

Dólar Comercial x Dólar turismo x Dólar paralelo

O dólar comercial existiu em contraste com o dólar turismo, pois havia duas cotações diferentes oficiais, dependendo da finalidade da compra do dólar pelo usuário.

Quando uma pessoa deseja adquirir dólar, deve olhar a taxa de venda para aquele dia, pois as expressões “compra” e “venda” são usadas do ponto de vista da instituição bancária participante da operação.

Assim, se o usuário compra, é a cotação dólar para venda. Se o usuário vende, a cotação é de compra. Invertida, portanto.

O dólar turismo deixou de existir, bem como o dólar paralelo, no Brasil, ao mesmo tempo em que esse adotou o regime de taxas flutuantes.

Regime cambial

O regime cambial pode ser de:

  • taxa fixa
  • taxa flutuante
  • sistema de bandas

A depender de a autoridade monetária permitir que a moeda local em comparação com a moeda estrangeira (em geral o dólar) possa, ou não, ter seu valor de câmbio livremente pactuado pelo mercado.

Como comprar dólar

O dólar pode ser adquirido em casa de câmbio e bancos comerciais. Os agentes que ilegalmente vendem a moeda são os chamados “doleiros”. As operações de câmbio praticada pelos doleiros são consideradas ilegais no Brasil e geralmente utilizadas para a lavagem de dinheiro proveniente de crimes.

Toda operação de compra e venda de moeda estrangeira (dólar, euro, etc.), se acima de determinado valor, deve ser registrada no Banco Central. Razão pela qual as instituições precisam de autorização e fiscalização para funcionar e operar câmbio.

Histórico recente no Brasil

Recentemente uma corretora de títulos e valores mobiliários, a Tov, teve liquidação extrajudicial decretada em função de operações de câmbio aparentemente legais, mas com inconsistências e falhas graves justamente na identificação de titulares e valores nos documentos referentes a remessas ao exterior.

Isso demonstra que há fiscalização real de câmbio no Brasil.